O amor e suas consequências

Notícia publicada em 16 de setembro de 2015

JOÃO 21

15 Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro: "Simão, filho de João, você me ama realmente mais do que estes? " Disse ele: "Sim, Senhor, tu sabes que te amo". Disse Jesus: "Cuide dos meus cordeiros".

 

Ontem estávamos na reunião de obreiros e o pastor Fábio Rocha ministrava acerca do apascentamento. Não intentando reproduzir sua fala (quem seria eu para tal também?!), mas em dado momento Deus falou algo ao me coração. Só é possível apascentar a outros por amar a Deus.

 

Podem me considerar um herege se disser isso, mas eu não faço nada pelo meu irmão por amor a ele, mas o princípio é invertido. Pedro declara indiretamente sob a pergunta de Jesus que ama mais a Ele do que aos irmãos. Baseado nisso Jesus diz que ele apascente seus cordeiros. Não por amor a eles, mas ao Cristo. Meu irmão, meu liderado pode me decepcionar e em dado momento seu mérito é que eu lhe negue o pastoreio, o cuidado, mas como ele está baseado no amor a Deus, se me é tirado este direito de negar-lhe meu cuidado.

 

Encerro dizendo que: eu só posso amar a Deus se eu amo meu irmão segundo a epístola de João. Portanto, não há possibilidade alguma de que algo seja feito se não pelo amor. Amor a Deus revelado no amor ao próximo. Amor ao próximo como consequência de quem ama a Deus.      

 

Por Leandro Bizaio